Câncer de pele tem maior incidência no Brasil: veja quais os tipos de tratamento

O câncer de pele é o tumor de maior incidência no Brasil, liderando no ranking dos diagnósticos. É uma doença evitável se medidas preventivas forem tomadas no dia a dia, com o uso de protetor solar e óculos de sol para evitar os raios ultravioletas. Com altas chances de de cura se detectado precocemente, existem diversos tipos de tratamento para o câncer de pele.

Se você tem muitas dúvidas sobre o assunto, é só continuar a leitura do artigo que nós, da Oncológica, elaboramos para você entender tudo sobre câncer de pele.




A realidade do câncer de pele no Brasil

A exposição excessiva ao sol faz é a causa do câncer de pele, a doença que provoca o crescimento anormal e descontrolado das células cutâneas. E no Brasil são registrados em média 180 mil casos todos os anos.

Com números cada vez maiores, o câncer de pele é responsável por 33% de todos os casos da doença no país, segundo dados do Instituto Nacional do Câncer – Inca. E a prevenção ainda é a melhor forma de evitar o desenvolvimento de todos os tipos de câncer, com elevadas chances de cura quando detectada precocemente.

São basicamente dois tipos, o segundo subdividido em dois tipos.

Melanoma

Mais comum nos adultos brancos, esse tipo de câncer surge nas células que produzem a melanina, responsável pela cor da pele. Além da pele, pode afetar também as mucosas. Fique atento às pintas, manchas e sinais.

Geralmente ele aparece em áreas que ficam expostas à radiação solar então é de fácil identificação. Isso proporciona uma resposta positiva e rápida ao tratamento. Em casos avançados, a lesão é mais profunda e tem grandes riscos de afetar outras partes do corpo – metástase.


Não melanoma

Carcinome Basocelular

Mais comum, no entanto menos agressivo, carcinoma basocelular tem evolução lenta e com baixa taxa de mortalidade. Em grande parte dos casos ele é caracterizado por uma bolha vermelha com uma crosta no centro e de sangramento fácil. O aparecimento tem relação com doenças de pele não-cancerígenas como psoríase e eczema.

Ele surge na camada mais profunda da pele, atingindo principalmente:

  • orelhas;

  • couro cabeludo;

  • pescoço;

  • ombros

  • costas;

  • rosto.

Carcinoma Epidermoide ou Espinocelular

Surge em células escamosas, por meio de uma ferida ou próximo de cicatrizes e pode ter a aparência de verrugas. De cor vermelha, tem sangramentos ocasionais. É um tipo de câncer recorrente nos homens e perigoso em estágio de metástase.

Pode afetar qualquer parte do corpo, inclusive aquelas que não são expostas ao sol, causando alterações na cor, na textura e na elasticidade.

Ao menor sinal desses sintomas na pele, não hesite em buscar orientação médica. Um profissional vai solicitar exames específicos para diagnosticar e indicar qual dos tipos de tratamento é o mais assertivo para o seu caso.


Tipos de tratamento para o câncer de pele

Vai depender do tipo e do estágio das lesões e apenas um especialista, após ter em mãos todos os exames, para determinar a estratégia de tratamento que cada paciente vai receber.

Entre os procedimentos adotados, estão os medicamentos para uso tópico – aplicando na pele – e orais. Imunoterapia, radioterapia e quimioterapia estão entre outros tipos de tratamento.

Opções disponíveis para remoção cirúrgica:

  • cirurgia excisional: retirada do tumor e pequena área de pele saudável com bisturi;

  • criocirurgia: congelamento de pequenos tumores com nitrogênio líquido;

  • curetagem e eletrodissecção: raspagem do tumor com bisturi elétrico;

  • cirurgia micrográfica de Mohs: remoção do tumor e de parte da pele usando cureta até a completa eliminação;

  • cirurgia a laser;

  • terapia fotodinâmica (PDT): exposição das áreas afetadas à luz intensa.

Dezembro Laranja

Campanha nacional, comemorada anualmente há sete anos, tem como principal objetivo informar e educar como forma de prevenção à doença. Promovida pela Sociedade Brasileira de Dermatologia – SDB,

Para este ano de 2020, a campanha reforça que os atos de prevenção diários precisam ser ensinados e reforçados desde a infância. São as medidas de cuidados com a pele, realizadas desde cedo, que vão proporcionar o envelhecimento saudável e evitar o desenvolvimento do câncer de pele na fase adulta.

Posts Em Destaque